quarta-feira, 7 de julho de 2010

Escrever à mão






Parece que na ESE de Lisboa há uma caixa velhinha de cartão onde estão guardadas estas fichas.

Numa altura em que não havia fotocópias, muito menos scanners e impressoras, Matilde copiava à mão poemas de diferentes autores para dar às alunas do Magistério.

Mandaram-nos algumas digitalizações (obrigada!) e tivémos mesmo de as partilhar (usar este verbo até soa mal. Passar poemas à mão, uma cópia para cada pessoa não é a mesma coisa que fazer upload e mostrá-los a quem estiver desse lado. Mas o dicionário não faz essa distinção...)

Matilde Rosa Araújo: Aqui um texto de José António Gomes, e aqui a notícia do Público com vários artigos relacionados. A reportagem feita pela Rita Pimenta está precisamente aqui.

3 comentários:

Anónimo disse...

LINDO!

Mi Mitrika disse...

São lindos, uma bonita homenagem e obrigada por "partilharem" :- )

Helena Luisa disse...

Adorei essas poesias.