sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Um ano inteiro




Qual a melhor época para escutar a brama dos veados?
Quais as melhores semanas e locais para ver aves migradoras?
Será que no outono também há flores no campo?
Em que estação se avista Sírio, a estrela mais brilhante do céu?

Agora que as férias grandes estão a chegar ao fim, não há razão para só voltarmos a olhar para a natureza no próximo verão.
O almanaque “Um Ano Inteiro” dá-nos boas pistas para acompanhar a natureza durante todo o ano.
Com a ajuda de um grupo de biólogos e outros cientistas portugueses, escolhemos, para cada semana do ano, uma proposta ajustada ao calendário natural do nosso país, às nossas espécies e habitats. São passeios, desafios e observações para todas as estações. Porque as férias acabaram, mas a vida não é só televisão, sofá e TPC’s. :-)


Almanaque “Um Ano Inteiro” / Nova edição (revista e melhorada) já a caminho das melhores livrarias.

Textos: Isabel Minhós Martins
Ilustrações: Bernardo P Carvalho
Revisão científica geral: Inês Teixeira do Rosário e Maria Ana Peixe Dias


terça-feira, 12 de setembro de 2017

Um ano inteiro


Abriu a época das amoras, das mãos manchadas, dos dentes escuros e das nódoas nas camisolas que nunca mais saem.
As silvas já estão à nossa espera!


Imagem: Almanaque “Um Ano Inteiro”/ Nova edição disponível já em setembro.


sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Um ano inteiro


O verão está lá fora.
(E para bom entendedor o canto de uma cigarra basta.)

As cigarras são subterrâneas durante a maior parte da sua vida e só saem cá para fora já adultas, para namorar.
O canto das cigarras, tão comum nas noites de verão, é produzido por grupos de dezenas de machos e por vezes é tão agudo que as próprias cigarras desativam os tímpanos para se protegerem do som.

Imagem: Almanaque “Um Ano Inteiro”/ Nova edição disponível já em setembro.


terça-feira, 5 de setembro de 2017

Um ano inteiro


Sugestão da semana para quem está a banhos no Algarve:
fazer uma saída noturna para ver os campeões da camuflagem.
Melhores locais: Mata de Monte Gordo e Ilha de Tavira

Imagem: Almanaque “Um Ano Inteiro”/ Nova edição disponível já em setembro.


sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Passatempo Cá dentro


Parabéns à Joana Vieira, Inês Lopes e Inês Francisco, as três vencedoras do passatempo Cá dentro.

Para os que estiveram quase, quase lá, e querem rever as respostas, a chave do passatempo é a seguinte:

1-B, 2-A, 3-A, 4-A, 5-C, 6-A, 7-B, 8-C, 9-B, 10-C


Um ano inteiro



Como encontrar a Estrela Polar na imensidão do céu de agosto?
Partindo da Ursa Maior, basta dar 5 passos e meio e já lá estamos.
Aqui ficam as instruções:

Merak e Dubhe, duas das estrelas mais brilhantes da Ursa Maior, formam uma linha no céu que nos indica a direção da Estrela Polar.
Tendo como referência a distância entre estas duas estrelas, basta reproduzir 5 vezes e meio esta medida (continuando esta linha imaginária)... e já lá estamos.

Imagem: Almanaque “Um Ano Inteiro”/ Nova edição disponível já em setembro.