segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Passatempo Cá Dentro








Cérebro cérebro meu, haverá cérebro mais incrível do que o meu?


Esta semana estamos a oferecer 3 exemplares autografados do livro “Cá dentro, guia para descobrir o cérebro”, de Isabel Minhós Martins, Maria Manuel Pedrosa e Madalena Matoso. Para tentar ganhar um exemplar, basta seguir os passos.


Regras:
Os leitores deverão tentar responder corretamente às perguntas que as autoras deste livro prepararam e enviar as suas respostas para o e-mail: shop@planetatangerina.com (indicando os números das perguntas e letras que correspondem às respostas certas).

Os primeiros 3 leitores que responderem corretamente às 10 perguntas, recebem um exemplar do livro “Cá dentro”.
Os vencedores serão contactados por e-mail e os seus nomes serão anunciados no nosso blogue e facebook, no dia 1/9.


1.
 Os neurónios estão todos dentro da nossa cabeça?

A. Claro que sim, que disparate.

B. Claro que não, temos neurónios em todo o lado e milhões nos intestinos.

C. Não. A maior parte circula no sistema sanguíneo.



2. 
Que tipo de experiências moldam o nosso cérebro?

A. Todas as experiências (boas e más) que vivemos.

B. As experiências relacionadas com a escola e com a nossa família.

C. Todas as experiências que vivemos até aos 11/ 12 anos.


3.
 Para que servem os neurónios-espelho?

A. Para conseguirmos ler e interpretar as ações das outras pessoas.

B. Para termos uma boa auto-imagem (essencial para um cérebro feliz).

C. Para desenvolvermos as capacidades motoras que implicam equilíbrio.



4. 
Duas condições essenciais para um cérebro criativo:

A. Gostar de experimentar e não ter medo de errar.

B. Ter boa memória e não precisar de dormir muito.

C. Não ter dúvidas e seguir o caminho menos arriscado.



5. 
Quando nascemos, o nosso cérebro já contém o número total de neurónios?

A. Não, o número de neurónios aumenta até à idade adulta.

B. Não, o número de neurónios aumenta até aos 3 anos. 

C. Sim, já lá estão todos os milhões que vamos usar a vida inteira. 



6. 
Quais as áreas do cérebro que mais usamos quando estamos a tentar decidir que resposta escolher?

A. Sobretudo as áreas do córtex pré-frontal.

B. Sobretudo a glândula pituitária e o hipotálamo.

C. Sobretudo a amígdala e o córtex auditivo. 



7. 
Quando estamos a aprender, o que acontece entre neurónios?

A. Faíscas, arco-íris, fogo de artifício: festa!

B. Geram-se repetidamente impulsos elétricos e as ligações entre eles ficam mais fortes.

C. Os neurónios armazenam a informação em bolsas eletroquímicas chamadas glias.



8.
 Quando dizemos que o cérebro é plástico, referimo-nos:

A. às incríveis capacidades do cérebro que se traduzem em grandes proezas a nível motor.

B. à capacidade de o cérebro criar obras de arte e imaginar.

C. à capacidade de o cérebro se auto-construir e moldar, em função das experiências que vivemos. 



9. 
O pintor Kandinsky ouvia um som diferente sempre que mudava de cor. Que fenómeno é este?

A. Anestesia, quando ligamos e desligamos os sentidos em função do que nos dá mais jeito.
B. Sinestesia, quando há mais do que um sentido a interpretar uma sensação.

C. Fantasia, quando somos capazes de usar vários sentidos em simultâneo. 



10. 
Quem é que disse “Penso, logo existo”?
A. Picasso
B. Vasco da Gama

C. Descartes

Divirtam-se. 
Não procrastinem. Não tropecem.


sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Um ano inteiro


Por dia, um morcego é capaz de comer o seu próprio peso em insetos. 
É por isso que dizemos: no verão, tenha um morcego sempre à mão.
Imagem: Almanaque “Um Ano Inteiro”/ Nova edição disponível já em setembro.


domingo, 20 de agosto de 2017

Um ano inteiro


O verão está lá fora.
(Observar uma poça de maré é bom e recomenda-se.)
Eis algumas conchas de animais que podem ser encontradas nas nossas praias:



Imagem: Almanaque “Um Ano Inteiro”/ Nova edição disponível já em setembro.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Um ano inteiro


O verão está lá fora.
(Lagartar é bom e recomenda-se.)

Imagem: Almanaque “Um Ano Inteiro”/ Nova edição disponível já em setembro.