quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Apresentamo-vos o Simão




















Conhecemos o Simão Madeira em Julho, nos ateliers das férias do Verão do CCB.
Não o conhecíamos, mas ele já conhecia bem os livros do Planeta Tangerina e, sobretudo, o trabalho dos ilustradores do Planeta Tangerina.
Já estão a adivinhar porquê: o Simão adora desenhar. Não só desenhar, como inventar livros de uma ponta à outra. E, mesmo sem ninguém lhe ter dito como é que se faz ou sem conhecer grandes teorias sobre o assunto, ele sabe exatamente o que é preciso para fazer um livro (porque, de certeza, já leu muitos livros, é bom observador e  — agora é que ele vai ficar todo vaidoso... –, podemos dizer que  tem um talento natural para "a coisa").


O livro chama-se "Os animais andam de barco".
(Reparem como é engraçada a ligação entre a capa e a contracapa...)


Começa assim:
"Os animais estavam fartos de andar em terra.
Adivinhem porquê: porque estava muito calor.
Um dia encontraram..."


"... um papel!
Um papel com instruções de um barco.
Um volante, 6 vidros, 1 chaminé estranha, 50 tábuas + 1 escada, 1 ventoinha, 1000 parafusos... "

"Os animais começaram a fazer o barco.
O elefante e a lagarta puseram os parafusos nas tábuas.
Os outros animais fizeram outras coisas para o barco."


"Depois de terem construído o barco, a cobra perguntou:
 — Posso conduzir o barco?
— Sim podes — respondeu o elefante. — Para pores a hélice a rodar, escolhes depressa ou devagar e para o barco parar basta virares o volante — disse o elefante."

" Os animais entraram no barco e lá foram.
Fizeram várias tentativas a pintar o barco."




















"Viram... Crocodilos,"



















"Castores e Flamingos"


"Também passaram por um bichão!
Estava a dormir. Ainda bem. Ufa! Foi por pouco.
(Se o querem ver, está na contracapa)."

"Não tenho mais nada para contar. É pena!"

As imagens que aqui mostramos são pequenas (o livro é enorme, maior que um A3) e há muitos pormenores que não se conseguem ver bem: as falas das personagens, os apartes muito cómicos do narrador, os detalhes das ilustrações... Mas conseguimos ver como o Simão sabe "falar" com os leitores, criar suspense, fazer boas ligações entre as páginas, criar um ritmo dentro do livro (páginas mais densas, páginas para descansar) e, claro... desenhar com muita pinta.
Parabéns ao Simão.

2 comentários:

ines pargana disse...

Bravo Simão!
O imaginário criativo não tem intervalos de idades para acontecer... E pelo que percebo aqui (têm que tirar umas fotos mais explícitas)o Planeta Tangerina tem razão ... um talento a crescer ...

Anónimo disse...

Olá Isabel,Madalena,Iara e Bernardo.

Obrigado por terem posto o meu livro no vosso blogue. Gostei muito, muito! As fotografias estão muito bem.
Tu também escreves com muita pinta, Isabel!
Estão a fazer um novo livro?

Bjnhs.
Simão Madeira