quarta-feira, 28 de maio de 2008

A nossa "barraquinha"



Há quem ache totalmente subdesenvolvido chamar "barracas" ou "barraquinhas" aos pavilhões da feira (leiam a propósito disto este texto polémico q.b.). Eu não acho uma palavra linda de morrer, mas, por outro lado, irritam-me ainda mais aquelas palavras muito usadas hoje em dia, que tendem a inglesar e a dar um toque de "estilo" a conceitos e coisas que não têm nada que enganar (agora não me ocorre nenhuma, mas quem já teve reuniões com pessoal do marketing, sabe do que estou a falar...).

Tudo isto para dizer que passámos hoje na Feira, para ver se estava tudo preparado para bem receber os visitantes. Afixámos cartazes, arrumámos preçários e livros, colámos autocolantes.
Recomendamos uma visita, até porque o nosso pavilhão fica mesmo ao lado da roullote das farturas. Aproveitem para se lambuzar, mas cuidadinho com as mãos. (Não é só na Praça da Leya que se podem manusear os livros, nós também deixamos e até agradecemos!)

3 comentários:

Fipas disse...

Olá!
Conheci os vossos livros através do blog Ervilha Cor de Rosa e fiquei completamente fã.
Ontem fui à Feira do Livro precisamente à procura do vosso Planeta Tangerina e foram por acaso os únicos livros que acabei por comprar. Era suposto levar só os dois para casa... acabei por levar 6 e um amigo que me acompanhava dois. Também ficou fã.

Alguns dos livros são para oferecer mas só me apetece ficar com eles, TODOS. Terei-os brevemente, irei visitar-vos novamente e trazer para o meu "planeta" os vossos encantos!

Um grande bem-haja e os meus sinceros parabéns!

e.f disse...

olá! Conheci os vossos livros por acaso e adorei as ilustrações!

Continuem...

Elisabete

Mónica (em Campanhã) disse...

aí na feira de Lisboa contam histórias às crianças? e aos gandes? e lêem poesia?

estou inconsolável com o programa da feira aqui do Porto.